Número de acidentes de motocicletas triplicou devido ao serviço delivery - Caarapó Online

Caarapó - MS, terça-feira, 29 de setembro de 2020


Número de acidentes de motocicletas triplicou devido ao serviço delivery

O prefeito de Campo Grande (MS) Marquinhos Trad ainda acrescenta que muitos não sabem nem pilotar, mas devido as dificuldades são obrigados a recorrer as entregas

Publicado em: 29/07/2020 às 07h03

A Crítica

Medidas restritivas em Campo Grande (MS) fez com o serviço delivery se tornasse prioridade neste momento. Com o aumento da demanda, o prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD) afirmou que o número de acidentes de moto subiu bastante na Capital.

Na transmissão de ontem (28.07), afirmou que os números triplicaram. “O número de motos, principalmente em razão do delivery, triplicou o número de acidentes da nossa cidade. Inclusive, com certeza você já deve ter parado no sinal e ter visto uma moto furando o semáforo, principalmente o sistema de delivery”, alertou o prefeito.

Trad ainda acrescenta que muitos não sabem nem pilotar, mas devido as dificuldades são obrigados a recorrer as entregas. “Eles estão arriscado a vida, já que muitos estão trabalhando por necessidade e nem pilotar a moto sabe, mas estão fazendo as entregas”, ressalta.

Como noticiado ontem (27.07) pela imprensa digital, o Estado possui em torno de 15 mil trabalhadores de veículos sob duas rodas, seletistas e agora dos aplicativos, e desse total, 5.126 deles não possuem registro, conforme o Sindicato Profissional dos Moto Entregadores de Mato Grosso do Sul (SINPROMES-MS).

Desde fevereiro até o momento, o número de motociclistas de aplicativos subiu 80%. São 4.500 trabalhadores atendendo diversos estabelecimentos em MS, para o serviço de entrega de todo tipo de mercadoria.