Operação em lojas de chineses no centro de Campo Grande por sonegação de impostos - Caarapó Online

Caarapó - MS, segunda-feira, 19 de outubro de 2020


Operação em lojas de chineses no centro de Campo Grande por sonegação de impostos

Equipes do Procon, Dedfaz e Decon fizeram 'batida' em 15 estabelecimentos nesta segunda-feira (28) no centro da Capital

Publicado em: 29/09/2020 às 07h24

Gabriel Maymone

Operação contra sonegação de impostos tem como alvo 15 lojas de chineses no centro de Campo Grande, na manhã de segunda-feira (28.09). A ação é realizada pelo Procon-MS, Dedfaz (Delegacia Especializada em Repressão a Crimes de Defraudações e Falsificações) e Decon (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Contra as Relações de Consumo).

Três equipes estão nas ruas vistoriando as lojas alvo da operação. A primeira loja a ser fiscalizada foi a Mini Life, na Rua Dom Aquino. Além de estar com alvará de funcionamento vencido, as equipes encontraram lotes de mercadoria sem nota fiscal. “Sonegação fiscal é crime tributário. Se realmente ficar comprovado que houve, que as mercadorias que encontramos aqui [sem nota] não estão devidamente comprovadas na secretaria de fazenda, vão sofrer uma sanção tributária”, declarou o superintendente do Procon, Marcelo Salomão.

As mercadorias encontradas sem nota fiscal serão apreendidas. Apesar do alvará vencido, o estabelecimento não foi interditado, mas deverá providenciar a documentação. Então, as lojas autuadas terão prazo para apresentar defesa e contestação.

O estacionamento que pertence à loja também foi autuado, informou o superintendente do Procon. Além de crime tributário, a prática é considerada violação às relações de consumo. “É concorrência desleal”, destacou o superintendente Marcelo Salomão.