Governador de MS afasta PMs que deram soco em mulher em Bonito (MS) - Caarapó Online

Caarapó - MS, segunda-feira, 18 de janeiro de 2021


Governador de MS afasta PMs que deram soco em mulher em Bonito (MS)

'Violência extrema e conduta empregada na ação policial são inadmissíveis'

Publicado em: 24/11/2020 às 06h17

Evelin Cáceres - Edmir Terra

Governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB) determinou na segunda-feira (23.11) que os policiais militares envolvidos em agressões com socos a uma mulher em Bonito (MS) e um ‘pisão’ em um homem, que aconteceu em Bodoquena, sejam afastados imediatamente da corporação.

Em nota encaminhada, Reinaldo Azambuja afirma que ‘ainda que tenha havido ocorrência de desacato e agressões aos policiais, são inadmissíveis a violência extrema e a conduta empregada na ação policial nestes casos, que já estão sob rigorosa investigação, em inquérito Policial Militar – IPM’.

No entanto, a portaria ainda não foi publicada no Diário Oficial do Estado, o qual deve ocorrer em breve.

Agressões sem defesa

Uma mulher de 44 anos está algemada de pé quando é empurrada por um policial militar. Ao cair na cadeira, ela chuta o PM, que revida com socos, mesmo que a mulher esteja algemada.

No outro caso, o mesmo policial que estaria atuando em Bodoquena dá um ‘pisão’ em um homem durante uma abordagem policial. Após a divulgação das imagens pela imprensa, o governo afastou os policiais envolvidos nas ações.

Entenda o caso

Uma senhora, esposa de um militar de Corumbá(MS), foi para Bonito (MS), passar uns dias com tres crianças , sendo que uma delas tem Síndrome de Down. Foram ao resturante e pediram uma refeição, e a demora na entrega do pedido solicitado, após 1h30m, a cliente foi perguntar a cozinheira porque a demora, se não haveria algo para comer até que terminasse o prato pedido.

Neste momento, a cozinheira-proprietária começou a destratar e agredir verbalmente a cliente, na frente dos filhos desta. Em seguida apolícia foi chamada, e prendeu a cliente, e levou para a delegacia, algemada, e ainda sendo agredida pelos policiais. Dentro da delegacia, o delegado nem quis tomar conhecimento da situação, e as agressões continuaram, até que uma policial, afastou os policiais agressores.

A notícia, saiu em vários noticiários da televidsão, sites de notícias e similares. Inclusive nas redes sociais o vídeo está circulando fortemente. Muita coisa ainda virá relativa ao fato vergonhoso e humilhante que ocorreu. Isto se deu em 26.09, mas somente agora veio ao conhecimento da população.