Dia dos Pais: comércio de MS deve movimentar R$ 70,2 milhões a mais que em 2020 - Caarapó Online

CAARAPÓ - MS, domingo, 24 de outubro de 2021


Dia dos Pais: comércio de MS deve movimentar R$ 70,2 milhões a mais que em 2020

O total estimado para os gastos com presentes na data é de R$ 201,1 milhões

Publicado em: 17/07/2021 às 07h39

Izabela Cavalcanti

O Dia dos Pais em Mato Grosso do Sul deve movimentar R$ 70,2 milhões a mais do que o ano passado. Para esse ano, o valor estimado é de R$ 201,1 milhões; enquanto no ano passado o total foi de R$ 130,9 milhões. Ou seja, diferença de 53,61%. As informações são da pesquisa feita pelo Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento da Fecomércio (IPF/MS), em parceria com o Sebrae MS.

Deste total, Campo Grande irá movimentar R$ 67,9 milhões. No ano passado, o total foi de R$ 38,5 milhões. Com isso, a diferença será de R$ 29,3 milhões ou 76,13%. Na visão da analista-técnica do Sebrae/MS, Vanessa Schmidt, este é o momento de ter criatividade na hora da venda.

“É o momento dele [o empresário] "ambientar" essa data, criar promoções, montar kits presentes, descontos e, ainda, criar estratégias para comunicar isso ao público dele, usando todos os meios possíveis, incluindo as plataformas digitais como mailling, whatsApp e redes sociais”, sugere.

No Estado, 49% das pessoas entrevistadas pretendem presentear e 44% comemorar. Para presentes, o gasto médio será de R$ 157,25 e movimentação de R$ 110,33 milhões. 90% das pessoas pretendem entregar pessoalmente. Já para as comemorações, o gasto médio será de R$ 146,58 e o total de R$ 90,83 milhões.

Roupas estão entre os presentes preferidos, sendo escolhidas por 27% das pessoas. Em seguida estão os perfumes e loção pós barba (22%); calçados 21% e relógio 12%. Ainda conforme o estudo, 81% comprarão presencialmente de uma loja física; 13% pela internet e 5% a distância por uma loja física.

Na hora de comprar, o pagamento à vista e com desconto é o principal atrativo de 38% das pessoas; 15% levaram em consideração a biossegurança; 13% o atendimento e 12% o parcelamento.

“Temos percebido um trimestre com boas intenções de compras da família e isso se mostra na pesquisa. Em presentes, a estimativa é que haja um aumento médio no valor do presente de 26%, que está em R$ 157,25. Para as comemorações, a expectativa é que sejam investidos – também uma média – de R$ 146,58, representando um aumento de 43% em relação ao ano passado”, explica a economista do IPF MS, Regiane Dedé de Oliveira.

Outros municípios

Em Bonito, o total de gastos previsto é de R$ 1,2 milhões, sendo R$ 714 mil para presentes e R$ 508 mil para comemorações. Em Corumbá e Ladário R$ 19,5 milhões, com R$ 11,5 milhões para presentes e R$ 8 milhões para comemorar.

Em Dourados, a expectativa é de R$ 15,4 milhões, com R$ 8,1 milhões para presentes e R$ 7,2 milhões destinados para comemorações. Ponta Porã deve movimentar R$ 6,3 milhões. Deste total, R$ 3,3 milhões são para comprar itens e R$ 3 milhões para comemorar. Três Lagoas R$ 6,7 milhões, sendo R$ 3,4 milhões para presentes e R$ 3,3 milhões para comemorações.