Por dívidas, Juiz penhora fazenda de Delcídio do Amaral avaliada em R$ 2,5 milhões - Caarapó Online

CAARAPÓ - MS, quarta-feira, 22 de setembro de 2021


Por dívidas, Juiz penhora fazenda de Delcídio do Amaral avaliada em R$ 2,5 milhões

O ex-senador do PT tem dívidas milionárias com casal de pecuarista pantaneiros

Publicado em: 31/07/2021 às 09h16

CE

O ex-senador Delcídio do Amaral (PT) teve sua Fazenda Santa Rosa avaliada em R$ 2,5 milhões penhorada devido a dívidas judicais.

A decisão é do Juiz Cássio Roberto dos Santos, da 1ª vara de Execuções de Títulos Extrajudiciais de Campo Grande, que acatou o pedido de penhora vindo do casal de pecuaristas Eliane de Barros Yazbek e Plínio Jorge Moreyra Yazbek, no qual o Delcídio do Amaral tem débitos desde o ano de 1999.

Conforme o processo judicial, Delcídio e sua esposa Maika Almaral Gomez mantiveram uma parceria de arrendamento de gado com casal desde 1999 e tinham como garantia de pagamento hipotecária.

Desde primeiro contrato, o acordo vinha sendo cumprido, levando em consideração as vezes que o ex-senador se elegeu e reelegeu, até ter o mandato cassado no fim do governo Dilma Roussef (PT).

O último contrato assinado por Delcídio com os pecuaristas foi finalizado em março de 2020, onde teria que devolver 900 cabeças de gado nelore de três a oito anos, além de 90 bezerros machos.

A dívida não foi pago e o casal recorreu à Justiça para conseguir quitar o débito, um acordo foi feito, mas novamente o presidente do PTB não cumpriu com o compromisso, levando Eliane de Barros Yazbek e Plínio Jorge Moreyra Yazbek a pedir a execução da dívida.