Distribuidoras tornam o etanol até 69% mais caro nos postos - Caarapó Online

Caarapó - MS, sexta-feira, 30 de outubro de 2020


Distribuidoras tornam o etanol até 69% mais caro nos postos

Publicado em: 08/05/2018 às 09h52

C Humberto

Em razão da existência das distribuidoras, que atuam como atravessadoras no mercado de combustíveis, o preço do litro de etanol custa 49% a mais em São Paulo, 69% no Triângulo Mineiro, 55% a mais em Goiás e Alagoas, 48% em Salvador e 26% a mais no Recife. O levantamento é da Escola Superior de Agricultura (Esalq) da USP e Agência Nacional do Petróleo (ANP), ao qual esta coluna teve acesso.


Em São Paulo, o litro do etanol sai da usina a R$1,58, mas ganha 12% de ICMS. É que o governo obriga a usina a entregá-lo ao atravessador.


Em razão do ICMS, o etanol sai da usina paulista a R$1,80. É vendido no posto a R$2,67, após distribuidor aplicar o lucro, às vezes, de 67%.


O governo proíbe a usina de vender seu etanol ao posto no outro lado da rua. O etanol viaja centenas de quilômetros até voltar àquele posto.


Usinas querem vender seu etanol diretamente ao posto. Em São Paulo, hoje, sem atravessador e com o lucro do posto, o litro custaria R$2,19.