Dourados e região vão às ruas se manifestar e apoiar governo - Caarapó Online

Caarapó - MS, segunda-feira, 9 de dezembro de 2019


Dourados e região vão às ruas se manifestar e apoiar governo

Dourados e região vai às ruas se manifestar, conforme as organizações das comitivas durante o transcorrer da semana

Publicado em: 26/05/2019 às 21h18

Dourados Agora

Pelo menos 156 cidades em 26 estados e no Distrito Federal realizaram neste domingo (26.05) movimentos em prol ao presidente Jair Bolsonaro. Em Dourados o ato ocorreu na praça Antônio João. Já em Campo Grande os manifestantes fecharam os dois sentidos da Avenida Afonso Pena, na altura do Ministério Público Federal, pouco antes do viaduto sobre a Avenida Ceará.

Organizado pelas midias sociais, o ato ocorreu em defesa do presidente e de medidas do governo, como a reforma da Previdência e o pacote anticrime apresentado pelo ministro da Justiça, Sérgio Moro.

As convocações ganharam força após os protestos em defesa da educação do último dia 15, contra os cortes anunciados pelo governo para os ensinos superior e técnico federais. Assim como em boa parte das cidades onde ocorreu os manifestos de apoio, em Dourados o ato teve início às 15h e se encerrou às 17h. Cerca de 300 pessoas participaram. O PT foi o principal alvo. Vestidos de verde e amarelo, muitas das pessoas carregavam bandeiras de Bolsonaro e exibiam cartazes. O deputado estadual Coronel David (PSL) esteve presente.

Em Campo Grande, cerca de 20 caminhões e vans reforçaram o ato em carreata, mas teve gente também a cavalo. A estimativa de acordo com a Polícia Militar é que estavam no local 30 mil pessoas.

Detalhe que chamou a atenção foram bonecos de papelão, em tamanho real, do presidente Bolsonaro, Sérgio Moro e Paulo Guedes.

Os manifestantes estavam, em sua maioria, vestidos de verde e amarelo, e tiravam foto com os ‘’ídolos’’. A senadora Soraya Thronicke subiu no carro de som que acompanhou o protesto. Em Mato Grosso do Sul as manifestações ainda ocorreram em Três Lagoas, Cassilândia, Jardim e Guia Lopes da Laguna.