Com carreira militar em alta, veja as dicas para passar em concurso - Caarapó Online

Caarapó - MS, sábado, 15 de agosto de 2020


Com carreira militar em alta, veja as dicas para passar em concurso

"A partir do momento que o candidato tem um compromisso com ele, com certeza vai ter um sucesso garantido" revela, o especialista em concurso publico

Publicado em: 30/06/2019 às 09h19

Nathalia Pelzl

Em busca de estabilidade, muitas pessoas têm buscado passar em concursos, em especial para seguir carreira militar. Esses concursos possuem como principal característica a divisão em quatro fases: Prova Escrita, Avaliação Médica, Teste de Aptidão Física (TAF) e Investigação Social. Já no próximo dia 2 uma selação estará aberta.

Devido à ampla concorrência, o responsável pela coordenação de cursos de uma das escolas mais conceituadas dos últimos 23 anos, Valdemir Lima Carmélio, de 42 anos, fala sobre como deve ser essa preparação.

“É preciso cumprir os requisitos mínimos previstos no edital, ter aptidão física e mental, tem que estar 100% preparado para concorrer. Ter uma rotina diária de estudo, fazer cursinho caso tenha condições”, reforça.

O coordenador fala sobre o compromisso e empenho do interessado, sendo que o mesmo precisa ter uma boa alimentação, local adequado de estudo, como um ambiente agradável, sem barulho.

“A gente até brinca, esqueça aquele futebolzinho, porque hoje em dia tudo é compromisso, a partir do momento que o candidato tem um compromisso com ele, com certeza vai ter um sucesso garantido. Tem uns que possuem mais facilidade, aos que tem dificuldade a gente sugere:  tem dificuldade em regra de matemática, faça no papel, cole na cabeceira da cama, vai criando o hábito de olhar”.

Além do cursinho, Valdemir reforça que caso a pessoa tenha tempo livre, dedique ao menos 8h do dia para revisar matérias com maior grau de dificuldade, principalmente se esforçar em redação, já que é bem cobrada em concursos públicos, em especial militar.

“Se ele chegar a casa dele e deixar o material de lado e pensar só vou amanhã de novo, então ele está perdendo tempo, tem que ter a consciência que só o cursinho não adianta. A gente sempre recomenda faça grupos de estudos com outros alunos, não estudar apenas quatro horas. Hoje a redação é o que pega, é muito requisitada em concurso, principalmente em concurso militar”, comenta.

Mesmo que o candidato fique apenas como temporário, 8 anos, Carmélio destaca a facilidade de recolocação no mercado, mesmo diante da crise no cenário econômico do país.

“Quando sai à facilidade dele se garantir no mercado é bem maior, entra questão de confiabilidade, pontualidade. O candidato que passa em qualquer escola militar leva a disciplina e a hierarquia muito à risca”, defende.


Foco, disciplina e interesse


Valdemir acredita que para ter uma rotina ideal de estudo, três fatores são de extrema importância, sendo eles: foco, disciplina e interesse. Ele revela que o apoio da família também interfere no desenvolvimento do candidato.
 

Além disto, quem não possui condições de pagar um cursinho preparatório para concurso pode buscar conteúdos na internet, já que essa é uma ferramenta de fácil acesso.

“Hoje a internet é recheada de cursos onlines, sempre estou olhando. Em um balanço recente os cursos onlines são os que mais aprovam. Só que ai a disciplina e a responsabilidade com ele tem que aumentar. Estudar sozinho não é fácil”.

Outro recurso citado pelo coordenador e pouco buscado pelos candidatos são as bibliotecas públicas.

“Tem biblioteca, só que ai a pessoa tem que saber o edital do concurso que ele quer, lá tem todo o conteúdo que ele precisa estudar. Dar importância para aquele conteúdo que ele sabe menos”.