Roteiros turísticos no Paraná agora contam com vôos a Curitiba - Caarapó Online

Caarapó - MS, quarta-feira, 16 de outubro de 2019


Roteiros turísticos no Paraná agora contam com vôos a Curitiba

Roteiro mostra atrações turísticas nas 12 cidades do PR que agora contam com vôos regulares

Publicado em: 24/09/2019 às 05h21

Bem Paraná

O governo do Paraná lançou um pacote de estímulo ao turismo e ao desenvolvimento econômico: o Programa Voe Paraná, que em uma primeira fase totalizará 12 novas rotas de voos domésticos. Além da Azul, que já opera voos regionais em outras oito cidades, o Programa Voe Paraná receberá a adesão da companhia aérea Gol com a empresa de táxi aéreo Two Flex. Os vôos não só incrementam os negócios, como apresentam uma nova maneira, mais rápida, de fazer turismo no Paraná.

Neste primeiro momento, os municípios beneficiados serão Paranaguá, Arapongas, Campo Mourão, Francisco Beltrão, Paranavaí, Cianorte, Guarapuava, Telêmaco Borba, Apucarana, Cornélio Procópio, União da Vitória e Guaíra. O Bem Paraná separou informações das 12 cidades para ajudar quem pensa em aproveitar o fim de ano e as férias escolares para conhecer melhor o Paraná.

Os deslocamentos em parceria com a Gol serão feitos por aeronaves Cessna Grand Caravan de até 9 lugares, com média de três a quatro voos semanais. Curitiba será o principal destino, mas há também rotas interligando cidades do Interior.


Aos novos voos somam-se às linhas aéreas operadas pela Azul, o que consolida a malha aeroviária do Paraná como uma das maiores do País. A Azul já possui voos regulares ligando Curitiba a Toledo, Pato Branco, Ponta Grossa, Maringá, Cascavel, Londrina e Foz do Iguaçu.


1 Arapongas

O município de Arapongas apresenta uma grande potencialidade nas áreas técnicas, rural e de eventos. Uma grande movimentação já ocorre em função do setor moveleiro, segundo maior polo da área no Brasil, conforme o inventário turístico municipal do ano de 2005. A Expoara – Pavilhão de Exposições de Arapongas, segundo maior pavilhão de exposições coberto do Brasil, e os grandes eventos do setor moveleiro - FIQ – Feira Internacional da Qualidade em Máquinas, Matérias-primas e Acessórios para a Indústria Moveleira e Movelpar - Feira de Móveis do Estado do Paraná são os principais recursos turísticos que atualmente movimentam um fluxo de turistas e visitantes considerável nos períodos em que ocorrem.

Outros destaques podem ser vistos na área rural, como a antiga colônia católica japonesa, fazendas de café, plantas medicinais e algumas cachoeiras. São locais muito bonitos que rendem muitas visitas e experiências.

Atrativos turísticos


Museu de Arte e História de Arapongas: Instalado nas dependências da antiga estação ferroviária da cidade, o museu fica em um antigo prédio histórico que abrigou a administração municipal entre 1955 e 2010. O acervo conta com obras de arte regional, discos, radiolas, lampiões, fotos e documentos que revelam os dados da cidade, desde a sua fundação, em 1947.

Parque dos Pássaros: Parque de extensa área verde com um lago ao centro, permite caminhadas, descanso e contemplação da paisagem. Todos os anos, na Sexta Feira Santa a prefeitura autoriza a pesca no lago durante o feriado.
Parque das Nações: Integrando a zona Leste ao Centro da cidade, o parque além de ser uma ótima opção de lazer preserva a fauna, flora e nascentes de águas cristalinas. Forma uma reserva de mais 170mil m2 e um Mirante.

 

2 Apucarana


Apucarana foi projetada em 1934 pela Companhia de Terras Norte do Paraná, que colonizou esta região para ser apenas um dos polos intermediários da produção agrícola destinados a abastecer núcleos maiores (Londrina e Maringá), distantes 100 quilômetros aproximadamente um do outro, que receberiam toda assistência e benefícios da empresa. Hoje é a capital do boné.

Atrativos turísticos

Lago Jaboti: Possui área de 230,8 mil metros quadrados, inaugurado em 1983, é um dos mais belos cartões postais naturais da cidade. Será sede de um dos mais modernos hospitais especializado em cardiologia na América Latina - Hospital das Cerejeiras. Há ainda um projeto de revitalização do parque já aprovado junto ao Ministério do Turismo.
Cine Teatro Fênix: Foi um dos maiores cinemas entre as décadas de 1960 e 1990. No inicio de 2000, foi totalmente revitalizado dentro do programa estadual “velho cinema novo” com capacidade para 480 lugares. Hoje também é utilizado como centro cultural para eventos de teatro, balé e musica, além de cerimônias oficiais de formatura das escolas de ensino médio e superior da cidade.


Museu do Café: Localizado nas antigas instalações da estação ferroviária do Distrito de Pirapó, o espaço existe desde 2012 e retrata a história da produção do café, conhecido como “ouro verde”, na região Norte do Paraná. O museu conta com um vasto acervo de peças de época doadas por pioneiros e descendentes. O local faz parte do roteiro turístico da cidade e está aberto diariamente à visitação.


Monumento ao Boné: Construído em comemoração ao Dia Municipal do Boné, o monumento tem por objetivo divulgar um dos maiores potenciais do município, que é a produção do acessório. Moldado em concreto por um artista plástico, a réplica do boné é, segundo registro, a maior confeccionada até hoje no mundo.

3 Campo Mourão


Município de muitas potencialidades, Campo Mourão é conhecida nacionalmente como a Terra do Carneiro no Buraco. Com mais de 90 mil habitantes, Campo Mourão é a 21ª entre as 50 cidades mais populosas do Paraná. Distante 450 quilômetros de Curitiba (capital do Paraná), Campo Mourão é a cidade-polo da Microrregião 12, que agrega 25 municípios, somando uma população regional de aproximadamente 357 mil habitantes. Predominantemente agrícola, tem no plantio de soja e milho seus principais produtos.

Atrativos turísticos


Rota da fé: A Rota da Fé é um movimento inter-religioso caracterizado como uma romaria, com objetivo de visitar lugares sagrados, diferentes culturas, costumes locais, gastronomia das comunidades por onde passa e ter contato direto com a natureza. A Rota passa em duas a três cidades e acontece a cada dois meses, partindo da Catedral de São José da Cidade de Campo Mourão e visita, no mínimo dois municípios, passando por lugares sagrados, do rito católico, ucraniano e evangélico. O movimento tem mais de 10 anos e já teve mais de 50 edições.


Parque Estadual Lago Azul: O Parque Lago Azul é o maior espaço de lazer da cidade, com extensão de 11,3 quilômetros, formado pela Usina Mourão I com um lago de 70 milhões de metros cúbicos de água aberto à prática de esportes náuticos como jeti-ski, esqui aquático, passeios de lancha, canoagem pesca amadora. Em toda sua extensão tem uma grande área de florestas e de casas de veraneio.


Parque do Lago: Um dos principais cartões-postais da cidade, o Parque do Lago é o ponto de encontro preferido da comunidade. Ideal para a prática de esportes, o local tem arena esportiva, cancha de areia e academia ao ar livre. f No lago, onde há várias espécies de peixes, é possível passear de pedalinho.

 


4 Cianorte

Em pouco tempo, Cianorte se destacou no cenário nacional como o maior pólo atacadista do Sul do País e passou a ser conhecida como a “Capital do Vestuário”. Hoje, a indústria de confecções de Cianorte soma mais de 450 empresas e 600 grifes, emprega mais de 15 mil pessoas (a cada cinco cianortenses, dois trabalham no setor de confecções) e movimenta uma série de setores paralelos, como corte e costura. Ou seja, um ótimo lugar para compra de roupas. Mas há também muitas atrações para quem procura turismo rural e quem gosta de pescar.

Atrativos turísticos

Santuário Eucarístico Diocesano Nossa Senhora de Fátima: Criada em 1956 foi elevada a Santuário em 2005. Possui 1 capela no distrito de Vidigal e 3 capelas na Zona Rural e 20 pastorais. Está localizada entre bosques e realiza em tempos de quaresma e semana santa a Via Sacra que circunda o Santuário.
Trilha das Perobas: A árvore símbolo de Cianorte tem uma trilha só dela. São mais de 30 exemplares da espécie, sendo algumas delas centenárias. São 620 metros de extensão.

Circuito da Fé: Neste passeio guiado, o turista pode conhecer as cinco paróquias da Cidade, cada uma com a sua arquitetura e história.


Caminhos do Campo com Sabor: Seguindo a tendência do retorno à vida simples, este roteiro guiado oferece aos visitantes o contato com o plantio de flores, canteiros e de frutas e verduras; bem como a visitação de espaços como haras, pesqueiros, quiosques, churrasqueiras e lanchonetes que revelam traços característicos do campo.


Eventos: No calendário anual, além de eventos, como a Pedalada Cultural, desfiles cívicos-militares, Semana Cultural, programação natalina e exposições, a cidade conta com a Festa Literária, em junho; Festival de Dança, em setembro; e Festival de Violeiros, em outubro. Em julho, para comemorar o aniversário do município, ainda acontece uma série de shows gratuitos.

 

5 Cornélio Procópio


Cornélio Procópio conta com aproximadamente 50 mil habitantes, às margens da principal estrada rodoviária (BR 369), que liga nosso Estado aos vizinhos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul, sendo um dos principais corredores do Sul e Sudeste brasileiros, tendo ainda ligação por linha férrea e aeroporto local. Conta com belezas naturais, parques e atrativos turísticos, instituições de ensino, hotéis e estâncias.

Atrativos turísticos

Catedral Cristo Rei: Templo religioso católico com arquitetura neorromânica e influências bizantinas, instalado oficialmente em 1938, torna-se Catedral Diocesana em 1973, uma concepção mais moderna tornou-se um marco monumental da cidade.


Santuário Schoenstatt Tabor da Fidelidade: Com 54m2 de área, localizado numa área de vista panorâmica privilegiada, a construção em estilo Alemão é uma réplica do Santuário que está localizado em Schoenstatt na Alemanha.
Monumento Cristo Rei: Construído em 1958, o monumento é a maior estátua sacra de bronze da América Latina, com quase 24 metros de altura. Instalado no ponto mais alto da cidade, proporciona uma bela vista panorâmica com árvores, pista de skate, parque infantil e lanchonetes à sua volta.


Museu Histórico de Cornélio Procópio: Inaugurado em junho de 2000, o espaço está localizado no Edifício Histórico (Casa de Cultura Nair Mariucci Azzolini). Também tem a réplica, em tamanho natural, do primeiro estabelecimento comercial, além de cenários, maquetes e fotos das primeiras décadas da cidade.


Museu de História Natural Mozart de Oliveira Vallim: Instalado na antiga Estação Ferroviária KM 122, o acervo reúne cerca de 1.500 animais taxidermizados expostos em seu habitat natural, além de peças de arqueologia,antropologia indígena, paleontologia, geologia e entomologia.

 

6 Francisco Beltrão

Francisco Beltrão está localizado no sudoeste do estado do Paraná, com área de aproximadamente 735 km2. Com população estimada para 2017 em 90.000 habitantes. Originalmente chamada de “Vila Marrecas”, com população originária de Santa Catarina e Rio Grande do Sul, principalmente descendentes de imigrantes italianos que com muita fé e religiosidade desbravaram a região, fato que até hoje reflete na cultura da cidade, tornando um povo acolhedor a todos que aqui passam. Francisco Beltrão foi o município que mais cresceu no Sudoeste do Paraná.


Concentra uma ótima infraestrutura para atender a população e seus visitantes, com instituições de ensino superior federal, estadual e particulares, centros de eventos, teatros, parques, aliada a uma vasta oferta de hotelaria e gastronomia, está pronta para receber seus visitantes, seja a negócios, ou a passeio. Francisco Beltrão é o coração do Sudoeste do Paraná


Atrativos turísticos


Morro do Calvário: Principal atrativo religioso do município, tem seu maior número de visitantes durante a semana santa. No alto do morro fica uma estátua do Cristo Redentor, apresentando uma das vistas mais belas da cidade.
Festa Regional do Vinho: Festa voltada para a cultura italiana, em sua programação consta apresentações de grupos folclóricos, palestra técnicas, cursos de degustação, exposição de produtos e equipamentos.


Torre da Catedral: Fica ao lado da Catedral Nossa Senhora da Glória, principal ponto turístico da cidade. O elevador panorâmico leva os visitantes a 100 metros de altura. Lá, há dois mirantes, de onde se pode apreciar a melhor vista do município.


Parque Ambiental Jorge Backes: também conhecido como Parque Alvorada, é um ponto de encontro dos moradores. Possui uma ampla estrutura arborizada, com lago artificial.

 

7 Guaíra


Em Guaíra é possível conhecer sobre a história através de ruínas e monumentos, como a Igrejinha de Pedra, Velho Cinema Novo, Vila Velha, Museu Histórico e outros locais representativos da história. No artesanato, as esculturas em madeira e barro, representam peças guaranis. Os contadores de histórias e lendas encantam os visitantes contando e cantando sobre seu povo. Guaíra abriga um dos maiores arquipélagos natural, o Parque Nacional de Ilha Grande, que além de inúmeras ilhas e praias naturais de água doce, o arquipélago abriga a Lagoa Saraiva, um berçário da vida aquática. Suas águas escuras em alguns pontos quentes e outros gelados, onde os visitantes podem banhar-se.


Entre os eventos, a “Festa das Nações” integra diversas etnias que formam o município, como portugueses, alemães, italianos, japoneses, paraguaios, árabes, através da gastronomia típica, das roupas, dos costumes e do folclore. Nesta festa também é servido o “Pintado na Telha”, prato típico do município.


Atrativos turísticos


Museu Sete Quedas: Os artefatos indígenas, animais taxidermizados e fotos de época presentes no museu eternizam a história e cultura local. O prédio com mais de um século já foi sede da Companhia Mate Larangeira, e alguns utensílios da indústria também estão presentes no acervo do museu.
Locomotiva nº 4: Exposta na Praça Eurico Gaspar Dutra, a locomotiva remete a primeira ferrovia do oeste e noroeste paranaense, que ligava o município de Guaíra ao distrito de Porto Mendes. Foi construída em 1917 pela Companhia Mate Laranjeira.


Parque Nacional de Ilha Grande: Muita água e muito verde. Criado em 1997, o Parque Nacional de Ilha Grande é uma das maiores áreas de preservação ambiental do Paraná, unindo em seu vasto ecossistema o que há de melhor do cerrado e do pantanal.

 


8 Guarapuava


Localizada no centro-sul do estado do Paraná, terceiro planalto paranaense. Guarapuava está no trajeto entre a cidade de Curitiba e Foz do Iguaçu, nas margens da BR 277, principal Rodovia do Mercosul, que liga o Porto de Paranaguá ao Paraguai e à Argentina. Guarapuava também produz cerveja artesanal de qualidade reconhecida por mestres cervejeiros alemães, sendo talvez o único município do Brasil a possuir a cadeia completa da produção de cerveja. Possui mais de 80 cachoeiras, dezenas delas tem alturas variando entre 20m e 55m.

Atrativos turísticos


Salto São Francisco: Considerado o salto mais alto da região Sul do país, possui aproximadamente 196 metros de queda livre. O Salto São Francisco impressiona a todos não apenas pela altura e o volume de água, mas toda a composição da paisagem apresentando grandes paredões que formam o cânion ao longo do leito do rio, bem como a floresta nativa preservada e a vista da Serra da Esperança. O local é propício para caminhadas e observações, com áreas para acampamento selvagem e uma trilha bem demarcada e fácil, que conduz ao mirante natural.


Casa do Imigrante: Ocupando uma área verde com gramado, pinhos e flores, o local, construído em madeira em 1914, é um dos mais importantes pontos turísticos da cultura dos imigrantes europeus na região e ainda preserva características originais de sua edificação.
Lagoa das Lágrimas: Localizada no coração da cidade, a lagoa é o ponto turístico mais visitado de Guarapuava. Contando com pista de corrida e caminhada, playground.


Museu Histórico de Entre Rios: O museu preserva objetos e documentos valiosos que contam a história dos suábios do Danúbio, desde o século XVIII, no Sudeste europeu, até os dias atuais, no Brasil.


 

9 Paranaguá


Muitas atrações podem ser vistadas em Paranaguá, cidade considerada o berço da civilização paranaense, Grande Mar Redondo, na língua tupi-guarani, como os índios denominavam Pernaguá, Parnaguá ou Paranaguá. O patrimônio histórico-cultural e as belezas naturais da cidade encantam os turistas e são orgulho dos moradores. O casario, as ladeiras e as igrejas compõem um dos mais belos conjuntos arquitetônicos do Estado. Os visitantes podem conhecer a Fonte da Camboa ou Fontinha , o Santuário Estadual de Nossa Senhora do Rocio e as antigas edificações da Rua da Praia. Paranaguá abriga diversos monumentos tombados pelo Patrimônio Histórico e Artístico do Paraná e Nacional, além do Porto D. Pedro II, um dos mais importantes da Costa Brasileira.

Atrativos turísticos


Cascata de Quintilha: Formada por um acidente geográfico de aproximadamente 40m de altura do rio Brejatuba, está inserido dentro da Mata Atlântica, sendo considerada Área de Proteção Ambiental devido à grande importância ecológica.


Ilha do Mel: Principal atrativo turístico de Paranaguá e um dos mais importantes atrativos turísticos do Paraná, a Ilha do Mel tem cerca de 95% de sua área composta por ecossistemas de restinga . Destaque entre os principais destinos de Ecoturismo do Brasil.


Aquário de Paranaguá: Dividido em três andares, o Aquário de Paranaguá possui animais de diversas espécies, em sua maioria oriundos do litoral paranaense. Há também animais exóticos, como o tubarão-bambu, espécies de arraias e até um jacaré.
Catedral de Nossa Senhora do Santíssimo Rosário : Construída em 1578, é a mais antiga igreja de Paranaguá. Em estilo colonial, a catedral foi edificada por escravos e libertos.

 

10 Paranavaí


Entre as mais jovens regiões do estado do Paraná a serem povoadas e colonizadas, como decorrência do ciclo do café, está a imensa zona situada a noroeste, nas bacias dos rios Ivaí e Paranapanema, nos limites do Paraná com o Mato Grosso do Sul. Nos últimos anos, a população universitária de Paranavaí cresceu vertiginosamente e a cidade se consolidou como polo da educação superior da região Noroeste do Paraná. A mais recente conquista foi a instalação da reitoria da Universidade Estadual do Paraná. Paranavaí conta com um dos mais modernos teatros do Paraná. O Teatro está no Centro Cultural Rodrigo Ayres, possui 357 lugares, palco em estilo italiano, três camarins e ar condicionado central. A obra tem ainda um elevador para pessoas deficientes e um moderno sistema de som. O Festival de Música, Poesia e Contos de Paranavaí (Femup) é um dos únicos do gênero no Brasil e é um dos únicos do gênero no Brasil e é realizado há mais de 45 anos.

Atrativos turísticos


Praça dos Pioneiros: Sendo a maior praça da cidade, seu nome se dá pelo monumento que homenageia os primeiros desbravadores da região. O local conta com áreas para prática de esportes, parque infantil e, todas as sextas-feiras, é palco da Feira da Lua.
Museu Histórico, Antropológico e Etnográfico de Paranavaí: O turista que deseja conhecer a cultura e história de Paranavaí não pode deixar de visitar o museu da cidade. Seu vasto acervo é composto por fotos, artigos e diversas peças que remetem aos primeiros exploradores do local. Um espaço de extrema relevância cultural para a região.
Santuário Nossa Senhora do Carmo: Localizado na Paróquia São Sebastião, o Santuário Nossa Senhora do Carmo recebe visitantes e devotos de diversos lugares, muitos para acompanhar a Novena do Carmo, realizada todas às quartas-feiras. Um ambiente de fé para os cristãos que desejam um momento de paz e reflexão espiritual.

11 Telêmaco Borba

A cidade é cortada pelo rio Tibagi e a travessia de um lado para outro pode ser feito pelo Bonde Aéreo, um teleférico que liga a cidade à sede da Indústria Klabin de Papel e Celulose, em Harmonia, com um vão livre de 1318 metros entre duas estações, passando sobre o Rio Tibagi a 76 metros de altura das margens. O passeio propicia uma vista singular do vale do Rio Tibagi. No centro urbano, localizam-se a Casa da Cultura com um dos principais teatros do Paraná, no seu entorno, a Praça da Cultura e o Lago. No centro comercial destaca-se a Casa do Artesão, local que funciona também como Centro de Informações Turísticas e onde o turista pode conhecer e adquirir artesanatos típicos e outros produtos artesanais. Além disso, Telêmaco Borba faz parte da Rota dos Tropeiros.


Atrativos turísticos


Parque Municipal do Rio Tibagi: Inaugurado dia 22 de abril de 2000, na margem do Rio Tibagi, próximo da Ponte que liga a cidade de Telêmaco Borba à Harmonia que é a atual Sede da Fazenda Monte Alegre. Neste local foi replantada a mata nativa na margem do rio, foi construído um portal em madeira rústica e dois mirantes que oferecem ao visitante a possibilidade de contemplar o belo cenário. Possui uma trilha ecológica na qual tem uma ponte que passa sobre a Rodovia do Papel, dando acesso à parte alta do parque, com vista do Rio Tibagi, Bonde aéreo e Indústrias Klabin. Ainda há quadras de areia para prática esportiva, bicicletário, churrasqueiras, estacionamento e sala de administração.


Bonde aéreo: Sobre o Rio Tibagi, com um vão livre de 1318 metros e a 76 metros de altura, o turista que fizer a travessia pelo bonde aéreo irá se deslumbrar com a vista da cidade, do Rio Tibagi e das Indústrias Klabin. Embora hoje seja um ponto turístico bastante frequentado, o objetivo inicial do teleférico era transportar funcionários e moradores até a fábrica.

12 União da Vitória


União da Vitória está localizado as margens do Rio Iguaçu, tem como sua co-irmã a cidade de Porto União – SC. Divididas apenas por um trilho ferroviário, os dois municípios apresentam um grande potencial econômico voltado a produção madeireira. A natureza é prodigiosa, centenas de cachoeiras e os encantos oferecidos pelo Rio Iguaçu com toda a sua pujança antes de seguir rumo às Cataratas em Foz do Iguaçu. Somam-se tradições culturais oriundas das imigrações de poloneses, italianos, ucranianos, alemães, árabes, caboclos e outras etnias, deixando marca inconfundível na gastronomia e, sobretudo nos produtos oriundos da zona rural. O município possui três roteiros: Roteiro Ucraniano, Rota Sul das Cachoeiras e City Tour.

Atrativos turísticos


Passeio de Maria Fumaça: Passeio de 1h, entre a Estação União e a Estação Eng. Mello, conhecendo belas paisagens naturais e um túnel construído sobre a estrada de ferro com o emocionante ritmo da Maria Fumaça. Inclui transporte e guia.

Estação Ferroviária União: A construção em arco e no estilo Art Déco, concluída em 1941, alia beleza arquitetônica e resgate histórico. Considerada uma das estações mais belas e singulares do interior do BrasilParque Histórico Iguassu: O Parque segue a característica de um Museu ao Ar Livre. Conta a história da ocupação ao longo do vale do rio Iguaçu, da região centro-sul do Estado do Paraná incluindo aspectos sócio econômicos da colonização, desenvolvimento da cultura, modos de vida, religiosidade e tradições. Foram recriados ambientes que caracterizam os diversos períodos da colonização.


Morro do Cristo: O local possui a Imagem do Sagrado Coração de Jesus com 33 metros de altura, recebendo anualmente 35.000 visitantes, é a segunda maior imagem do Brasil na sua categoria.